Cruzeiro x Figueirense Ao Vivo

Derrotado na rodada de estreia do Brasileirão, o Cruzeiro vai entrar pela primeira vez no “relvado” tendo o português Paulo Bento como técnico neste sábado, às 21h (de Brasília), contra o Figueirense, no Mineirão. Além de toda a ansiedade da torcida com relação à partida, também existe uma expectativa muito grande por parte imprensa sobre o como o primeiro treinador europeu da história da Raposa traduzirá seus conhecimentos no campo de jogo.

Mudanças, claro, já são mais do que perceptíveis no dia a dia da Toca da Raposa. Durante a semana, Bento fechou três dos quatros treinos realizados, permitindo que a imprensa acompanhasse as atividades por cerca de 20 a 30 minutos. O treinador lusitano também quebrou paradigmas ao marcar um treino na manhã do jogo e outro cerca de 11 horas após o término da partida, no domingo.

As alterações em termos de rotina são óbvias e, agora, já bem conhecidas pelos jornalistas. Falta, então, serem apresentados novos aspectos táticos e técnicos desenvolvidos pelo treinador da Europa. “Ganhar. Isso seria perfeito. Mas queremos juntar a vitória com algumas coisas que colocamos em prática durante a semana”, resumiu o treinador, que escondeu a sua equipe titular, mesmo abrindo todo o treinamento de sexta-feira para a imprensa.

Diante disso, o que restam são palpites quanto à escalação do time. Para a vaga do lateral Lucas, suspenso, deve entrar o uruguaio Federico Gino, enquanto que para o lugar do argentino Romero, que também cumprirá suspensão, Ariel Cabral e Bruno Ramires surgem como os principais candidatos.

Vale destacar que o recém-contratado Bryan foi relacionado e pode ganhar a posição de Sánchez Miño no lado esquerdo. Já De Arrascaeta é presença certa e retorna à equipe após se recuperar de uma concussão cerebral.

Em meios à tantas incertezas sobre Paulo Bento, ficam algumas coincidências entre a chegada do português e a do técnico Mano Menezes, que teve boa passagem pela Toca da Raposa no ano passado. Ambos os treinadores tiveram passagens pelas seleções de seus países e chegaram ao Cruzeiro com o clube em situação turbulenta. Mais do que isso, o adversário da estreia é o mesmo e, por isso, o torcedor celeste esfrega as mãos, já que no debute de Mano, a Raposa goleou o Figueirense por 5 a 1, no mesmo Mineirão.

“A gente sabe que foi ano passado, um outro momento, mas são lembranças boas. Mas vamos tentar ganhar para iniciar com vitória o trabalho do novo treinador e ter uma sequência de vitórias”, disse Willian, que naquele jogo marcou quatro gols.

Para passar longe da traumática derrota da temporada anterior e estragar a estreia de Paulo Bento no Cruzeiro, o Figueirense deve armar um esquema bastante defensivo para conseguir um bom resultado fora de casa, uma vez que, na estreia do Brasileirão, a equipe ficou apenas no empate por 0 a 0 com a Ponte Preta, no Orlando Scarpelli.

“É importante demais pontuar em casa, mas não deu para vencer. Agora, é tentar arrancar pontos fora de casa”, destacou o volante Jocinei.

“A gente vai para lá com o intuito de esperar eles. Não tenha dúvida. Mas também temos que colocar a bola no chão, porque lá é um gramado muito bom. É a estreia do novo técnico deles, então vai ser difícil”, salientou o lateral Marquinhos Pedroso.

Para surpreender o Cruzeiro, o Figueirense, no entanto, tem nada menos que oito jogadores no departamento médico. Com tantos desfalques, o técnico Vinícius Eutrópio ainda não tem sua equipe titular confirmada, apresentando dúvidas na lateral direita e na zaga. Apesar disso, a expectativa é que Jefferson e Jaime sejam escalados entre os 11 iniciais.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO X FIGUEIRENSE AO VIVO

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de maio de 2016 (sábado)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (asp.FIFA-MT)
Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho (asp.FIFA-MT) e Fábio Pereira (TO)

Cruzeiro: Fábio; Gino, Léo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño (Bryan); Henrique, Bruno Ramires (Ariel Cabral), Elber, De Arrascaeta e Pisano; Willian
Técnico: Paulo Bento

Figueirense: Júnior Oliveira; Jefferson (Ayrton), Bruno Alves, Jaime (Marquinhos) e Marquinhos Pedroso; Elicarlos, Ferrugem, Jocinei e Bady; Ermel e Rafael Moura
Técnico: Vinícius Eutrópio